Conceição, as exibições de Taremi e Eustáquio e o tempo de compensação: "Não sei se posso falar" - Moztimbila

Conceição, as exibições de Taremi e Eustáquio e o tempo de compensação: "Não sei se posso falar"

Conceição, as exibições de Taremi e Eustáquio e o tempo de compensação: "Não sei se posso falar"

Declarações de Sérgio Conceição, treinador do FC Porto, em conferência de Imprensa de antevisão ao jogo com o Mafra (sexta-feira, 20h45), da primeira jornada da fase de grupos da Taça da Liga.

Ver jogos do Mundial: "Vi com mais atenção o Vizela-Chaves. Aliás, exigi isso aos jogadores, porque houve um ou outro que se distraiu e depois teve que vê-lo. E ao do Leixões com o Santa Clara, apesar de não ser do nosso grupo. Apesar do horário dos jogos, 10h00 e 13h00, fica mais difícil para nós que estamos aqui todas as manhãs a trabalhar, mas os da noite sigo com mais atenção."

Grande tempo de compensação no Mundial, gostava de ver transportado para a Liga portuguesa? "Não sei se posso falar nisso. Disse, na antevisão que fiz a um jogo com o Marítimo, que hoje em dia os treinadores, equipas técnicas e jogadores têm capacidade de provocar dificuldades na sua organização defensiva que não o antijogo, mas que se [os árbitros] tivessem de dar 10 minutos, porque o guarda-redes foi assistido quatro ou cinco vezes, tinham de dar. E nesse jogo, por acaso, houve dez minutos de compensação e fui castigado, porque na antevisão disse que, se tivessem de dar 10 minutos, tinha de dar. Disseram que eu criei alguma pressão na equipa de arbitragem e fui processado por isso. Felizmente depois não deu em nada, senão era tão ridículo, enfim... Agora, no Mundial, já assisti a jogos com 14 minutos de tempo de compensação. Acho que é justo. Têm de dar aquilo que e justo. E hoje as equipas de arbitragem estão apetrechadas com tantos elementos, que alguns não são tão ativos no jogo e podem estar a controlar esse tempo de compensação, que não entendo porque não acontece isso. É um aspeto muito positivo que estou a ver neste Mundial, que é o tempo de compensação se aproximar mais do que é perdido no tempo útil."

Jogo diferente em relação à Taça de Portugal: "A mensagem do Ricardo Sousa é inteligente, para dentro, com certeza, para que os jogadores possam acreditar que é possível fazer um bom jogo e ganhá-lo. Depois do nosso jogo o Mafra teve um jogo com o Leixões, as mudanças não foram muitas e a forma como encara o jogo não será muito diferente, à partida, porque às vezes acontecem surpresas na postura inicial dos adversários. Isso não posso adivinhar. Agora, posso controlar o comportamento da minha equipa e dos jogadores: a nossa dinâmica quando temos a bola e quando não a temos, nos esquemas táticos, porque também foram importantes contra o Mafra. Estou a lembrar-me do golo do Marcano, por exemplo, que vem de um canto. Ou seja, trabalhamos tudo o que é preciso de trabalhar num jogo da Liga dos Campeões e na Taça da Liga. Muito respeito pelo adversário. Olhamos para a Taça de Portugal e percebemos o que aconteceu logo na primeira eliminatória em que entraram as equipas da I Liga. Por isso, não há facilitismo para ninguém. Espero que os jogadores entendam isso e interiorizem isso."

Exibições de Eustáquio e Taremi no Mundial e o perigo do mercado: "O FC Porto é um tubarão da história. Gostei do rendimento dos dois, dentro de uma dinâmica diferente. O Taremi igual a ele, ao que normalmente nos tem habituado aqui. No penálti muito tranquilo; no golo, cheio de inteligência na forma como encontrou aquele espaço para finalizar, numa ação rápido que é preciso antecipar o que vai acontecer e, nisso, ele é super-inteligência. O Eustáquio, sempre com compromisso e uma abrangência no seu jogo no campo cada vez melhor. Fico contente por ver jogadores do FC Porto a exibir-se a esse nível. Espero que hoje aconteça também com os outros que vão entrar em ação."

Next Post Previous Post
No Comment
Add Comment
comment url