Benfica tenta repetir a goleada da Liga e evitar 'susto' que teve nas Caldas

Benfica tenta repetir a goleada da Liga e evitar 'susto' que teve nas Caldas
Cerca de três dias depois, o Benfica volta ao Estádio António Coimbra da Mota para o segundo reencontro com Nélson Veríssimo e... com o Estoril.

Depois da vitória no último domingo por 5-1 frente aos 'Canarinhos' , como esperado ainda mais elevado depois de um início de época imaculado da era Schmidt, mas o técnico dos encarnados já fez a questão de frisar que "cada jogo é um jogo ".

Do outro lado, vai estar um Estoril que, de certo, quer aprender com os erros do passado recente e que procura colocar uma pressão que as Águias já tinham sentido na eliminação anterior. Recorde-se que só nas grandes penalidades é que o Caldas SC acabou eliminado pelo Benfica depois de ter pregado um susto susto.

Os encarnados pretendem assim dar continuidade a uma temporada em que ainda não são todos o sabor da derrota e foram felizes em como país. Schmidt ainda não deve poder contar com Aursnes e Draxler, sendo que Gonçalo Ramos (ausência também do jogo no campeonato) será uma dúvida até perto da hora do jogo. Helton Leite deve voltar a assumir a baliza.

O Estor, lançado depois do campeonato, depois dar na Prova Rainha de ter derrotado o FC. Nélson Veríssimo, contrariamente ao jogo do campeonato, já deve ter todo o plantel disponível, incluído Tiago Gouveia - adquirido pelos encarnados, mas sem qualquer impedimento de ser utilizado nesta competição.

O encontro tem apito inicial às 20h45.

Momento de forma: Águia a voar mais alto
Se olharmos para a posição do, vemos um duelo entre o campeonato e o primeiro classificado. Mas, tendo a Taça - e conhecendo a devida conta entre duas magias e surpresas que a Prova Rainha é capaz de trazer, estamos perante um presente que se refere a alguma dificuldade para chegar a esta fase apenas.

O Benfica teve de aprender o Caldas SC, nas grandes penalidades da Liga, depois de ter empatado um golo no tempo regulamentar e no prolongamento. Já o Estoril conseguiu uma vitória sofrida diante do Amora FC, também da Liga 3, por 3-2.

Olhando para os últimos jogos, os encarnados uma sequência de cinco vitórias consecutivas depois dos triunfos frente a este campeonato Estoril (mas para o campeonato), Maccabi Haifa (Liga dos Campeões), Juventus (Liga dos Campeões) e FC Porto (campeonato). A vitória frente aos Dragões foi mesmo o último jogo em que a equipa marcou apenas um golo.

Já de linha de Cascais vem de três jogos menos presentes, depois de uma derrota frente ao empate do SC Braga, uma derrota com o empate do SC Braga, uma das equipas que tem aqui portas na luta pelo título e que ocupa neste momento o segundo lugar do campeonato.

Nos dados gerais da Taça de Portugal, é recordista de títulos na competição com 26 títulos e também é líder no número de jogos com 460 partidas. o Estoril tem nomes um pouco mais distantes com 178 jogos na globalidade e sem nenhuma conquista.

Histórico de confrontos: Algumas surpresas, mas superioridade dos encarnados
No que diz respeito aos duelos entre equipas, Estoril e Benfica já se defrontaram em 67 ocasiões, com superioridade evidente para uma encarnação equipada: 51 vitórias para o Benfica, 12 empates e quatro desejos.

Na Luz, os encarnados apontaram 81 golos frente à equipa da linha, num media de três golos por jogo. Já no campo do Estoril, no António Coimbra da Mota, em 27 jogos, o Benfica venceu em 20 ocasiões, contra seis empates e apenas uma vitória do Estoril, que curiosamente teve maior sucesso frente aos encarnados fora de portas. No último encontro, há três dias, o Benfica goleou por 5-1 com golos de Petar Musa, António Silva (2), João Mário e Ristic. Serginho fez o tento de honra para os 'Canarinhos'.

O último duelo entre os dois emblemáticos para a Taça de Portugal foi em 2020/21. Na altura, o Benfica de Jorge Jesus levou a melhor sobre o Estoril de Bruno Pinheiro na Luz e na Amor em jogo das meias-finais da competição.

O que dizem os treinadores
Nelson Veríssimo, treinador do Estoril: 

Roger Schmidt, treinador do Benfica:  "É um jogo completamente diferente que não se pode comparar com o anterior. Vamos começar do zero. São duas equipas que já se conhecem melhor e vamos preparar-nos da melhor forma para voltar a vencer amanhã. "
Nélson, treinador do Estoril: “É uma coisa que vamos ter para corrigir os reflexos em que não estivemos juntos a ligação que foi travada no nosso jogo."

A arbitragem será uma carga de Fábio Veríssimo, com os assistentes Pedro Martins e Hugo Marques. O quarto será Pedro Ramalho.
Next Post Previous Post
No Comment
Add Comment
comment url