MIGUEL BRAGA, OS PENÁLTIS ‘À TAREMI’ E OS CRITÉRIOS PARA MANTER - Moztimbila

MIGUEL BRAGA, OS PENÁLTIS ‘À TAREMI’ E OS CRITÉRIOS PARA MANTER

MIGUEL BRAGA, OS PENÁLTIS ‘À TAREMI’ E OS CRITÉRIOS PARA MANTER

O programa raio-X Sporting, da Sporting TV, voltou ontem à antena da estação televisiva dos leões, após um período de férias, tendo Miguel Braga, diretor de comunicação dos verdes e brancos, voltado a comentar os assuntos que estão na ordem do dia na vida do emblema de Alvalade, com especial foco no futebol.

«Foi um grande espetáculo, tanto no estádio como na televisão, e o que a nossa Liga quer são jogos assim. Eu diria que o que nós queremos são jogos destes… mas que no final ganhe o Sporting», afirmou o responsável, que comentou também os três golos sofridos: «Rúben Amorim também disse que esta não é altura para fazer dramas e que a marca da equipa foi defender bem, o tal instinto de sobrevivência que falou. 

O que ele nos tem habituado é a essa tal estabilidade defensiva para depois conquistar o que tem conquistado. O futebol é um jogo e de vez em quando falhamos. Ninguém quer falhar, mérito do SC Braga, mas importante foi dignificar o futebol português, a Liga, foi um ótimo espetáculo.»

Miguel Braga comentou ainda a recuperação de Adán - «Mostrou que é de ferro, homem duro, foi acompanhado diariamente pelo departamento médico. Não tenho dúvidas que se não existisse esta possibilidade, o departamento médico não o considerava apto. 

Também foi importante como Rúben Amorim falou de Israel, explicando que além de ter gostado do que viu o considera com grande margem de progressão. Estamos bem servidos, mais o André Paulo, obviamente» -, elogiou os reforços e… Matheus Nunes, que assinou o jogo 100:

«Lembro-me de entrevista do presidente, há um ano e meio, que disse que Matheus Nunes ia valorizar tanto que ia pagar Rúben Amorim. Houve ali quase um riso… É curioso ver os títulos que já conquistou e quando se fala na valorização diz-se que é baratinho. 

É das coisas boas do futebol. Para quem gosta de ver é um prazer, parabéns a todos os que apostaram nele. Tem a receita, que é trabalhar e trabalhar. Se continuar assim, vai continuar a subir degraus».

O homem da comunicação lamentou as ameaças dirigidas a Esgaio - «Cyberbulling não é exclusivo do futebol, é mau sinal dos tempos. Estamos a falar de minoria ruidosa que fez o que não devia, ainda para mais com um jogador que deu grande pate da sua vida futebolística ao clube. Tenho a certeza de que os nossos sócios gostam dos jogadores, Sporting deve tratar bem dos seus e Esgaio é grande leão. Mas não é fenómeno exclusivo do futebol. 

Sócios e adeptos devem dar resposta numa próxima oportunidade, é um jogador que esteve ligado ao clube quase toda a sua vida. Devemos apoiar quem defende o nosso clube» - e elogiou o trabalho de Fábio Veríssimo em Braga, deixando, porém, algumas indiretas:

«Boa arbitragem, mas também Tiago Martins foi um bom VAR. Achei que era penálti, mas o VAR existe para isto. Tiago Martins viu, deve ter explicado, também no futuro tenhamos oportunidade de saber como são as conversas, como acontece lá fora, e tenho também alguma esperança de que este critério seja para manter. 

A época passada também vimos alguns penáltis à Taremi serem assinalados e quando assim é, não concordamos, e não podemos dizer se concordamos ou não consoante dá jeito ao nosso clube. Concordamos com este critério […] Comportamento exemplar dos bancos e dos jogadores das duas equipas.

 E quando vemos que tiveram essa capacidade num jogo tão emotivo, contribuindo com espetáculo didático, está tudo de parabéns, jogadores, treinadores e bancos…. Quando assim é.»

Next Post Previous Post
No Comment
Add Comment
comment url