De André Almeida a Slimani: Os excedentários por colocar no Benfica e Sporting - Moztimbila

De André Almeida a Slimani: Os excedentários por colocar no Benfica e Sporting

Seferovic já rumou ao Galatasaray, enquanto André Almeida e Taarabt treinam na equipa B à espera de resolverem o futuro


Mas ainda há muitos casos para resolver. Gabriel e Taarabt começaram hoje a treinar com a equipa B. Tal como dá conta o nosso jornal na edição de hoje, a dupla de médio tem propostas e deverão sair nos próximos dias. O Benfica pretende transferir os dois jogadores, mas também há a possibilidade serem emprestados. O marroquino termina contrato em 2023, o brasileiro em 2024.

Também Chiquinho está na calha para uma venda, ainda que o português continue sob a avaliação de Roger Schmidt.  A esta lista juntam-se ainda os nomes de André Almeida, Diogo Gonçalves, Gil Dias e Meité que deverão ser transferidos nesta janela de transferências. 

Em Alvalade também não faltam excedentários para colocar no verão. A começar pela baliza, o imbróglio a envolver Renan poderá estar perto de chegar ao fim. O guarda-redes brasileiro de 32 anos não joga há mais de dois anos (o último foi a 12 de dezembro de 2019) e está finalmente a negociar a rescisão de contrato.

Na defesa, Tiago Ilori vai rumar ao P. Ferreira. Os castores garantiram o empréstimo do central, com o Sporting a assegurar grande parte do vencimento do jogador (1,3 M€/ano), ficando a SDUQ pacense responsável pelo pagamento de uma parte menor.

Um dos dossiês mais fáceis de resolver será o do argentino Battaglia, que goza de algum estatuto em Espanha e tem interessados na La Liga, depois de uma cedência ao Maiorca e outra ao Alavés. Como o nosso jornal tem vindo a noticiar, uma rescisão pode estar perto de acontecer.

Luiz Phellype já rumou ao FC Tokyo, enquanto o médio Eduardo está muito de regressar ao Al Raed. O Sporting tenta a venda definitiva do jogador, em vez de novo empréstimo. O brasileiro tem contrato até 2024.

Já Slimani, não entrou nas graças de Rúben Amorim e acabou por ser uma aposta falhada e também está na porta de saída. Mas há mais: Doumbia e Sporar são outros casos pendentes, assim como os de Jovane Cabral, Pedro Mendes, Eduardo Quaresma, Rúben Vinagre e Sporar.

Next Post Previous Post
No Comment
Add Comment
comment url